18
Mai

O avental de Fogo

Quantos convites recebemos de um mundo que não tem lugar para nós? O culto das Senhoras é um acto de resistência. Somos sempre e desde há tanto tempo convidadas...

Ler Mais
18
Mai

SOU BRUXA

Eu sou Bruxa. Não me chamem outra coisa, porque eu não quero. Não me venham asseptizar como sacerdotisa, não é o que sou. Não estou acima de ninguém,  nem...

Ler Mais
10
Set

O CHÃO COMO CORAÇÃO

Ou o fim é o início   Para os antigos celtas o dia começa no crepúsculo. O ano começa no ponto de maior escuridão. Verdadeiramente, para os povos primevos...

Ler Mais
10
Set

Alento e Lamento

Sento-me entre duas Senhoras. A Senhora  do Lamento e a Senhora do Alento. Nesse diálogo que se quer silêncio, enquanto a  decomposição acontece no vagar dos dias. O Outono...

Ler Mais
10
Set

ATRAVESSAR O FOGO

Numa cultura onde a falácia obsessiva é o crescimento ilimitado, cabe lembrar o simbolismo do Solstício de Verão para os nossos antepassados. Há um ciclo na Terra, do qual...

Ler Mais
error: Content is protected !!