Corpo Memória

TERAPIAS

Trazemos dentro da tecelagem viva do corpo as histórias não contadas, os silêncios, as vivências de quem veio antes e nos deixou uma estrutura.

Esta estrutura precisa de ser reconhecida, vista: como um mapa para o qual olhamos e com clareza sabemos qual o caminho a que pertencemos e quais aqueles onde nos perderíamos.

Explorar os legados familiares na sensorialidade do corpo permite discernimento e escolha e soberania.

Como acontece?

Este é um acompanhamento de 10 sessões, na Natureza e no nosso espaço terapêutico, a Senhora d’Azenha, em Sintra.

Duração: entre 75 minutos

Frequência: semanal ou quinzenal

Mapa das sessões:

  • O Toque, o Vínculo e a sensorialidade: a memória afectiva e a estrutura emocional;
  • Arqueologia interior: recuperar a linhagem materna e paterna;
  • A memória do corpo: implícita e explícita;
  • A diferença entre reviver e revisitar;
  • Traçar no corpo em movimento os lugares sensoriais  e sensíveis comuns e divergentes de cada linhagem;
  • Identificar os traços de pertença e de diferença entre nós e as nossas origens;
  • A palavra como símbolo: recuperar o significado, raíz etimológica e origem geográfica dos apelidos. Que plantas, animais, símbolos e locais nos acompanham e o que nos dizem e despertam?
  • Recuperar os objectos importantes das gerações anteriores para despertar a imagem interior;
  • Do conceber ao Ser:Concepção, gestação e infância;
  • Restaurar e relembrar o movimento intra-uterino, de parto, reflexos da primeira infância, conquista da verticalidade, marcha e fala;
  • Padrões relacionais e momentos determinantes
  • Revisitar sem reviver: adolescência, início da idade adulta, maturidade;
  • Como a criança acompanha o adulto;
  • Equilíbrio entre a visão horizontal e vertical da Vida;
  • Etapas de desenvolvimento humano e estágios de consciência;
  • Distinguir para discernir: Avaliar o resgate feito e definir os mais importantes marcos do legado e da história pessoal;
  • Trabalhar com as 5 energias fundamentais: libertar, transformar, preservar, agradecer, criar;
  • O corpo como mapa vivo do vivido, estimular e desenvolver recursos somáticos de atenção plena e auto-reparação;
  • Reescrever a história do corpo e da identidade à Luz da consciência amplificada quer nos insights racionalmente reconhecíveis, quer na expressão do movimento sem interpretação associada;
  • Sei e sinto de onde vim, sei e sinto onde estou, sei e sinto para onde vou ( mesmo se não sei exactamente como lá chegar ainda).
© Copyright 2019 - Earth Body Medicine | Privacy Police
Credits: Mizé Jacinto, Luís Conde e Julian Marcus | Designed by E-Quartz 
error: Content is protected !!